Depois de uma Conferência Virtual realizada nos dias 29, 30 e 31 de março, o Lagarto Futebol Clube assinou uma carta conjunta com outros 142 clubes que disputaram a primeira divisão dos campeonatos estaduais do país, solicitando apoio financeiro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Time quer apoio para participar das competições de base

A medida foi tomada por conta da suspensão dos campeonatos, em virtude da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Por isso, em carta, os dirigentes dos clubes solicitam um aporte financeiro de R$ 75 mil pelos próximos 90 dias, para custear as despesas com atletas, funcionários, centros de treinamentos etc.

Além disso, eles solicitam que a Confederação conceda a isenção das taxas cobradas pelas federações estaduais e pela própria CBF na inscrição de atletas, rescisões de contratos, e na taxa anual dos clubes, além de outras cobranças. Os dirigentes também pedem que seja estabelecido um canal formal de informações com os clubes, que trate sobre o retorno dos campeonatos estaduais.   

Procurado pela reportagem do Portal Lagartense, Robson Santos, presidente do Lagarto FC, explicou que o objetivo principal do time alviverde são as isenções nas taxas. Uma vez que o time pretende continuar investindo no futebol de base e participando de competições como a Copa São Paulo de Futebol Júnior.

“Nós queremos continuar desempenhando nosso trabalho de ser vitrine no futebol e para isso precisamos participar de competições, o que nos obriga a inscrever e contratar atletas”, argumentou. 

Além disso, Robson destacou que a ideia de formular a carta partiu de outros dirigentes de clubes de futebol em virtude dos efeitos da pandemia do coronavírus e da receita de R$ 957 milhões obtida pela CBF em 2019. “Portanto, vimos que a CBF pode ajudar os times de alguma forma, porque muitos deles já estão passando por dificuldades”, comentou.

Dos 142 times que assinaram a carta, seis são sergipanos: Frei Paulistano, Itabaiana, Boca Júnior, Dorense FC, América FC e Lagarto FC. Já a CBF não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here