Policiais civis prenderam Sábio Alexandre de Matos, 31, e Cristina Martins dos Santos, 31, ambos suspeitos na morte de Josivan de Jesus Silva “Nego”, 39, encontrado morto às margens de um tanque nas proximidades do povoado Barriga, zona rural de Tobias Barreto, no dia 24 de março.

A princípio, a suspeita era de que Josivan teria morrido afogado, mas seus familiares não acreditavam nessa hipótese e acionaram a polícia. Após investigações, os policiais obtiveram informações de que Cristina morava com Josivan e tinha um relacionamento com Sábio.

Diante das provas, o delegado Fábio Alan pediu a prisão temporária do casal como principal suspeitos da morte de Josivan. Sábio em seu depoimento confessou e detalhou o crime.

Cristina teria junto com Sábio, articulado a morte do marido com quem tinha um filho de 11 anos. No dia do crime, os três beberam juntos e quando Josivan estava embriagado, Sábio iniciou uma luta corporal com ele no fundo da residência e matou a vítima pressionando cabeça dentro de um tanque.

“Cristiane e Sábio embebedaram a vítima de forma preordenada, para que ela não conseguisse resistir a agressão. Quando ela estava embriagada, Sábio a puxou da casa e tentou afogá-la em um tanque que ficava atrás da casa. A vítima ainda tentou reagir, mas não tinha resistência a acabou sendo afogada”, relata o delegado.

Para despistar vizinhos e a própria polícia, Sábio amarrou o corpo de Josivan em uma motocicleta e jogou em um outro tanque, onde foi encontrado no dia seguinte por moradores. O delegado informou ainda, que no depoimento de Sábio, ele relata que Cristina almejava a pensão que iria receber com a morte do marido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here