O Ministério Público da Espanha pediu uma sentença de seis meses de prisão em desfavor do atacante lagartense Diego Costa pela fraude fiscal de mais de 1 milhão de euros (R$ 5.9 milhões) em sua declaração de imposto de renda referente ao ano de 2014. A informação é da rádio espanhola ‘Cadena Ser’.

Diego Costa entrou na lista dos atletas que tiveram problemas com o Fisco Espanhol

De acordo com o pedido da Promotoria, os valores se referem aos direitos de imagem que o atleta recebeu quando jogava no Chelsea, que foram gerenciados em empresas de fachada com sede nas Ilhas Virgens Britânicas ou na Irlanda. Com isso, Diego deixou de pagar 1.014.416,76 milhões de euros (R$ 5,9 milhões).

No entanto, é importante destacar que casos como esse somente terminam em prisão se o acusado não reconhecer e não quitar a sua pendencia junto ao fisco espanhol. O que não é o caso de Diego, pois ele já reconheceu a sua dívida e já pagou uma multa de 500 mil euros (R$ 2,9 milhões). Mesmo assim Diego Costa será julgado nesta quinta-feira, 04 de junho.

Na ocasião, informações do Club Atlético de Madrid, que foram publicizadas pelo Jornal Mundo Deportivo, indicam que o lagartense naturalizado espanhol formalizará apenas um acordo que já possui com a Justiça Espanhola, pondo fim ao caso. 

Vários atletas já tiveram problemas com o Fisco Espanhol

De acordo com um levantamento feito pelo Portal Lagartense, Diego Costa não é o primeiro atleta a ter problemas com o Fisco Espanhol. Antes dele, nomes como o dos atletas Lionel Messi, Cristiano Ronaldo, Xabi Alonso, Neymar e Di Maria foram levados ao Tribunal de Madrid. No entanto, ninguém foi realmente preso.

O caso mais emblemático foi o do argentino Messi que depois de ser condenado por fraude fiscal, em julho de 2016, e ter a sentença de 21 meses de prisão e a multa de R$ 7,6 milhões confirmada pelo Supremo Tribunal da Espanha, não foi para atrás das grades. O motivo: uma brecha na lei espanhola que o permitiu cumprir a sentença em liberdade, já que havia recebido uma pena menor que 24 meses e não possuía antecedentes criminais.

Julgamento de Messi (REUTERS/Alberto Estevez/Pool/Files/)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here