Na última segunda-feira, 29, o Portal Lagartense noticiou que por uma decisão do Bispo da Diocese de Propriá, Dom Vitor Agnaldo de Menezes, a Fazenda da Esperança havia perdido uma comunidade terapêutica construída pelo saudoso Dom Mario Rino Sivieri, que faleceu no último dia 03 de junho, no município sergipano de Gararu. Na nota, Dom Vitor afirma que tudo foi feito em comum acordo com a Fazenda da Esperança.

Situada nas margens do Rio São Francisco a obra foi fundada por Dom Mario durante seu episcopado na Diocese de Propriá

Entretanto, em nota enviada ao Portal Lagartense, no último dia 30 de junho, o Presidente Geral da Fazenda da Esperança, Padre Luiz de Menezes, que é natural de Lagarto, negou a informação ao afirmar que a instituição foi surpreendida com a decisão tomada pelo atual Bispo de Propriá, em quebrar a parceria existente entre a Diocese e a Obra. Uma vez que Dom Mario havia cedido o terreno para a Fazenda há 15 anos e por um período de 30 anos.  

“A Presidência da Fazenda da Esperança esclarece que sua permanência em cada localidade deve ser sempre em profunda comunhão e aprovação do bispo local, sendo que neste caso, atendendo ao pedido de Dom Vitor Agnaldo de Menezes lamentamos muito ter que efetuar a desocupação do local e encerrar as atividades de Gararu-SE, que ocorrerá no mínimo em seis meses”, acrescentou a Fazenda da Esperança.

O Padre Luiz de Menezes ainda informou que, nestes seis meses, a Fazenda da Esperança aguardará uma proposta de doação de algum terreno para transferir as atividades de Gararu, “a fim de dar continuidade ao desejo de Dom Mario Rino Sivieri, que sempre apoiou a Fazenda da Esperança e fundou três comunidades no estado de Sergipe”, finaliza.

Cabe destacar que a informação da perda de controle da Comunidade Terapêutica fundada por Dom Mario, via Fazenda da Esperança, não agradou a muitos integrantes da Igreja Católica Apostólica Romana, além de parlamentares sergipanos no Congresso Nacional. Para alguns, se a intenção do Bispo de Propriá é tão somente homenagear Dom Mario, bastava que ele enviasse um pedido à Presidência da Fazenda da Esperança para nomear a unidade de Gararu, que é a única no Brasil que ainda não possui um nome próprio.

Entenda o caso: Fazenda da Esperança perde unidade construída por Dom Mario em Sergipe

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here