A Fundação Oswaldo Cruz e os hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein vão participar da elaboração de um protocolo de segurança para a realização das eleições municipais de 2020, segundo um anúncio realizado na última segunda-feira, 13, pelo Tribunal Superior de Justiça (TSE).

Para isso, as instituições avaliarão os riscos de contágio e à saúde pública durante o pleito e, com base nisso, desenvolverão protocolos sanitários e ambientais para que as votações possam ser realizadas com segurança.

Em um ofício enviado às instituições, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, definiu o serviço como uma ajuda patriótica que será prestada graciosamente. Ele ainda afirmou que não haverá custos para os cofres públicos. 

É importante lembrar que por conta da pandemia do novo coronavírus, o Congresso Nacional promulgou uma emenda constitucional que adia as eleições municipais deste anos para os dias 15 e 29 de novembro. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here