O governo do Estado atualizou nesta quinta-feira, 30, o decreto estadual com as medidas de enfrentamento a covid-19 em Sergipe. Uma dessas atualizações é a inclusão de sete atividades como essenciais, sendo elas fisioterapia, odontologia, terapia ocupacional, nutrição, psicologia, fonoaudiologia e podologia.

Outra mudança trazida pelo documento é que a partir de agora, um dos critérios adotados para que Estado avance de fase no Plano de Retomada Econômica, é a permanência por, pelo menos, 14 dias em uma mesma fase, e o enquadramento como estável ou decrescente do índice de capacidade utilizada de leitos da Covid-19. Entre os principais critérios do decreto anterior estava a necessidade de que a taxa de ocupação dos leitos de UTIs do estado estivesse igual ou abaixo de 70%.

É importante lembrar que no início deste mês, A juíza titular da 1ª Vara Federal de Sergipe, Telma Maria Santos Machado, suspendeu a portaria 86/2020, que permitia a a abertura de algumas atividades econômicas no estado como parte da Fase Laranja do plano de retomada da economia.

A decisão atendia ao pedido dos Ministérios Públicos Federal, do Trabalho e Estadual, que entendiam que a flexibilização contrariava o principal critério estabelecido pelo Decreto nº 40.615 que era relacionado justamente a taxa de ocupação dos leitos de UTIs. 

A atualização feita pelo Governo de Sergipe ainda estabelece que a decisão sobre a manutenção, evolução ou retroação dos municípios em cada fase deve ser tomada Comitê de Retomada da Economia (Cogere). Além disso, as regras do novo decreto referentes a quarentena podem ser ajustadas a qualquer momento conforme a estabilização ou não do contágio da Covid-19.

Nesta quinta-feira, 30, o governador Belivaldo Chagas se reúne com o Comitê de Retomada da Economia para deliberar sobre quais setores devem abrir em cada fase. Na tarde de hoje, às 16h, está marcada uma coletiva de imprensa. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here