Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC) decidiu postergar o julgamento do doping de Jon Jones. O lutador, que foi flagrado em exame antidoping na véspera do UFC 214, cumpre suspensão temporária.

A audiência que determinaria o futuro do ex-campeão estava agendada para o dia 12 de dezembro, mas segundo entrevista do diretor executivo da CSAC, Andy Foster, ao site “MMA Junkie”, foi adiada para o início de 2018 e deve acontecer entre o final de fevereiro e início de março. Além do processo na comissão atlética, Jon Jones também está sujeito a sanções por parte da USADA, agência que controla o programa antidoping do UFC.

Com um cartel de 21 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultado, Jones foi flagrado no dia 28 de julho com a substância turinabol, utilizada para ganhos de massa muscular. O atleta solicitou a contraprova do exame, mas o resultado comprovou o doping. Por conta disso, ele foi destituído do posto de campeão dos meio-pesados, e o UFC devolveu o cinturão a Cormier.

O americano tem um longo histórico de “lambanças” no UFC, tendo se envolvido em vários acidentes de trânsito e falhado em outros dois exames antidoping anteriores. Ele também já perdeu o cinturão do Ultimate por duas vezes por conta de seu mau comportamento fora do octógono.

Fonte: Globo Esporte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here