Gerentes de cinco lojas de eletroeletrônicos foram levados para a Delegacia de Defesa do Consumidor (Decom), em Salvador, para prestar esclarecimentos sobre propaganda enganosa durante as promoções da Black Friday na capital. Mais cedo, a polícia havia confirmado que três gerentes haviam sido conduzidos.

De acordo com a Polícia Civil, o flagrante foi feito nesta sexta-feira (24).

Segundo a titular da Decom, Idalina Otero, dois dos casos foram autuados pela Coordenadoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecom) e inquéritos acabaram sendo abertos para apurar o crime de propaganda enganosa.

“Os gerentes foram conduzidos para serem ouvidos, e, a partir, daí vamos avaliar se enquadraremos no artigo 37 do Código de Defesa do Consumidor ou na Lei 8.137, que versa sobre crimes contra a ordem econômica”, explicou a delegada.

Hoje, 20 lojas foram visitadas pela polícia e órgãos de defesa do consumidor que haviam registrado os preços no mês passado para comparar com a Black Friday. No total, sete foram autuadas por irregularidades. Fogão, liquidificador e televisores lideram a lista de irregularidades.

 Depois de prestarem depoimento, os funcionários foram liberados. As acusações de propaganda enganosa vão continuar a ser investigadas.

Fonte: R7

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here