O Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), por meio da Escola de Contas (Ecojan), realizou uma série de palestras e oficinas no município de Nossa Senhora do Socorro durante esta segunda-feira, 27, na última edição do TCE Itinerante no ano de 2017. A ação recebeu mais de 250 participantes, entre servidores e gestores dos municípios da Grande Aracaju.

 Escola de Contas (Ecojan), realizou uma série de palestras e oficinas no município de Nossa Senhora do Socorro durante esta segunda-feira, 27, na última edição do TCE Itinerante no ano de 2017

Escola de Contas, realizou uma série de palestras e oficinas no município de Nossa Senhora do Socorro durante esta segunda-feira (foto: ascom/TCE)

 
Ao saudar o público presente na abertura do encontro, o conselheiro-presidente Clóvis Barbosa de Melo enalteceu o trabalho pedagógico desenvolvido pela Corte nos últimos meses. “Foi um ano produtivo, onde percorremos todo o Estado levando conhecimento e aqui mais uma vez estamos dialogando e capacitando servidores e gestores dos diversos municípios”, afirmou.

Tribunal de Contas capacita mais de 250 gestores da Grande Aracaju

Tribunal de Contas capacita mais de 250 gestores da Grande Aracaju (foto: ascom/TCE)

 
Já o anfitrião da vez, o prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Padre Inaldo, agradeceu a oportunidade de receber a ação. “Nesse evento adquirimos conhecimentos para melhor servirmos nossa população; assim o TCE se aproxima dos municípios criamos uma parceria”, comentou.
 
A opinião do gestor corresponde à da servidora da Prefeitura de São Cristóvão, Benigna da Silva, que assistiu às palestras. “A gente sabe como um município sofre quando há alterações em questões sistemáticas; com esta ação o município vai conseguir capacitar melhor seus servidores para atender os cidadãos”, afirmou.
 
Já a servidora da Prefeitura local, Luciana dos Santos, descreveu como “fantástica” a oportunidade de “poder acompanhar diversas palestras sobre diversos temas aqui no município”.
 
Palestras e oficinas 
 
Na primeira palestra o tema foi “Plano Diretor”, com Antonio Pereira da Silva Marinho, da Universidade Federal de Sergipe; Luiz Carlos de Santana, também da UFS, falou sobre “Indicadores Econômicos”; Wagner Silva, do TCE, explicou o “Índice de Efetividade da Gestão Municipal”; Franklin Freire, prefeito de Amparo de São Francisco, “Consórcios Públicos” e Nilson Lima, auditor da Receita Federal, falou sobre “A Receita Federal e a Educação Fiscal”.
 
O bloco de oficinas teve início com “Temas Polêmicos de Licitações e Contratos”, com Sumaia Silva, do TCE; depois, “Elaboração de Projetos para Captação de Emendas Parlamentares”, com César Augusto Siqueira, da Caixa Econômica; “Patrimônio e Almoxarifado”, com Enedino Silveira Costa, do TCE e “Ações do Fundeb”, com a União de Conselhos Municipais de Educação, tendo como público presidentes dos conselhos municipais de educação.
Fonte: SE Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here