A ausência de qualquer explicação sobre o paradeiro de um ente querido causa muita tristeza a vida dos parentes de pessoas desaparecidas. Com a esperança de acabar com o mistério que rondava a sua família, Juliana Mucury entrou em contato com a redação do portal lagartense para tentar encontrar seu tio Benedito Linhares Mucury, que desde 1987 não dava notícias a sua família.

Natural de São Mateus no Espírito Santo, Benedito, filho de Almerinda Linhares Mucury e Aroldo Mucury, saiu em busca de trabalho para o Rio de Janeiro e a família perdeu o contato com ele. Nessa peregrinação, Benedito que era muito sonhador, contou a família, chegou em Aracaju e da lá veio para Lagarto.

Através da internet, Juliana (sobrinha de Benedito) encontrou dados que sugeriam que seu tio estivesse em Lagarto-SE. A mesma entrou em contato com um dos repórteres da nossa redação e pediu ajuda na busca de informações concretas a respeito de Benedito. Após investigação do caso, infelizmente constatamos que Benedito Linhares faleceu em 2010.

“Minha vó está com 94 anos e ainda acredita que o filho vai voltar, agora tenho a difícil tarefa de relatar os fatos, mas não poderia fazer isso sem antes apurar melhor a notícia”, afirmou Juliana.

Benedito trabalhou por 9 anos na retífica Lagarto. O proprietário Toinho concedeu uma entrevista a nossa redação e contou como conheceu Benedito.

“Eu tenho uma retifica em Aracaju, por meses eu sempre via aquele Morador de rua pedindo ajuda para sobreviver, e sempre vinha na minha loja. Com o tempo vi que ele não era uma má pessoa e convidei ele para aprender a profissão e vir trabalhar comigo para sair da situação de rua. Ele prontamente aceitou. Como eu também tinha essa loja em Lagarto, liguei para Cícero que é o meu gerente e enviei ele para que fosse ensinado. Providenciamos um quartinho no fundo da oficina, já que ele não tinha onde morar, ele aprendeu a profissão, assinei sua carteira de trabalho e ele trabalhou comigo até seu último dia de vida.

Adenilza uma das funcionárias da retífica que também conviveu com o Benedito disse que o mesmo era uma pessoa muito boa, que o único mal que causava era pra ele mesmo, pois bebia e fumava muito. “Tinha um gênio difícil, não falava muito, mas era uma ótima pessoa”.

Toinho ainda nos contou que Benedito nunca mencionava sobre sua família, apenas que tinha deixado um filho no Espírito Santo. “Ofereci diversas vezes nos finais de ano,passagem pra ele visitar a família, mas ele nunca quis. 

Benedito Linhares Mucury nasceu em 27/03/1951 e teve morte por infarto em 28/02/2011

A redação do Portal Lagartense agradece a família Mucury  por depositar confiança desta missão e a todos que foram fundamentais para que tal mistério fosse desvendado.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here