Na segunda-feira (4), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou em Vitória (ES) a terceira etapa da caravana Lula pelo Brasil. Nos últimos dias de novembro, deu uma entrevista à Agência EFE, falando sobre as eleições do ano que vem e as pesquisas de intenção de voto em que aparece liderando. A Lupa conferiu algumas frases ditas por ele nessa conversa. Veja abaixo o resultado das checagens:

“Em todas as pesquisas de opinião pública feitas, todos os meses, eu apareço com o dobro dos votos de todos os candidatos juntos”
Ex-presidente Lula em entrevista à Agência EFE no dia 24 de novembro de 2017RECORTES-POSTS-EXAGERADOEm 2017, os institutos Ibope, Datafolha, DataPoder360, CNT/Sensus e CUT/Vox Populi fizeram diversas pesquisas de intenção de voto sobre para as eleições presidenciais do ano que vem. Juntos, eles analisaram 62 cenários: 51 por meio de perguntas estimuladas e 11 usando informações espontâneas. Em apenas dois desses cenários Lula aparece com o dobro da soma da intenção de voto dos demais candidatos juntos. Ambas foram pesquisas espontâneas feitas pela CUT/Vox Populi nos meses de junho e julho.

Procurado para comentar esta checagem, o ex-presidente reconheceu o exagero. Em nota, sua assessoria informou que a frase foi “só uma construção verbal equivocada” e que Lula pretendia “dizer que tem mais votos que todos os candidatos juntos”.

Mas essa frase também é exagerada. Em 62 cenários, apenas 14 mostram Lula nesta situação. São nove pesquisas estimuladas e quatro espontâneas feitas pela CUT/Vox Populi e uma pesquisa espontânea do Ibope. Nos outros 48 cenários, Lula tem menos votos do que a soma de seus adversários.


“O que as pesquisas mostram é que, se eu disputar com o Bolsonaro, eu ganho”
Ex-presidente Lula em entrevista à Agência EFE em 24 de novembro de 2017RECORTES-POSTS-VERDADEIROAté agora, de acordo com os 51 cenários de primeiro turnoanalisados de forma estimulada pelos principais institutos de pesquisa do país, Lula tem razão. Ele aparece na frente de Bolsonaro em 46 levantamentos e está tecnicamente empatado com o deputado federal nos outros cinco. Três institutos – CNT/Sensus, Datafolha e CUT/Vox Populi – também pesquisaram cenários de segundo turno envolvendo Lula e Bolsonaro. São sete levantamentos, e o petista aparece na frente em todos.


“É importante lembrar que, quando eu deixei a Presidência da República, em 2010, eu tinha 80% de ‘bom e ótimo’ em São Paulo”
Ex-presidente Lula em entrevista à Agência EFE no dia 24 de novembro de 2017RECORTES-POSTS-VERDADEIROEm novembro de 2010, o Datafolha entrevistou 11.281 pessoas para avaliar o governo do presidente Lula no final de seu mandato. Nessa pesquisa, 83% dos brasileiros responderam que o governo tinha sido “bom” ou “ótimo”. No caso de São Paulo, especificamente, 2.114 pessoas foram ouvidas e 77% classificaram o governo do petista como “bom” ou “ótimo” – total um pouco inferior ao citado por Lula. A margem de erro no levantamento é de dois pontos percentuais.


“O Moro reconheceu que não é meu o apartamento [triplex]”
Ex-presidente Lula em entrevista à Agência EFE em 24 de novembro de 2017RECORTES-POSTS-EXAGERADOAo fazer essa afirmação, Lula tirou de contexto trechos da sentença em que o juiz Sérgio Moro o condenou por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, deixando de citar outras partes relevantes dela.

Moro escreveu que não tinha dúvidas de que “o imóvel permanecia registrado em nome da OAS Empreendimentos S/A, empresa do Grupo OAS”. Entretanto, pontuou que a acusação disse que o repasse do apartamento ao ex-presidente “teria ocorrido de maneira subreptícia (…) com o objetivo de ocultar e dissimular o ilícito”. Em outras palavras, não se discutia se a titularidade formal era ou não da OAS, mas, sim, se o dono de fato era ou não Lula.

Na conclusão, Moro escreveu sua avaliação sobre a propriedade do triplex: “O imóvel foi atribuído de fato ao ex-presidente desde a transferência do empreendimento imobiliário da BANCOOP para a OAS”.

A assessoria de imprensa do ex-presidente declarou, em nota, o seguinte: “O juiz diz, textualmente, que o imóvel é da OAS. Lula inclusive provou que esteve uma única vez no imóvel por poucas horas para avaliar sua compra, jamais tendo dormido nele. Isso está documentalmente provado.”

*Esta reportagem foi publicada na versão impressa do jornal Folha de S.Paulo no dia 5 de dezembro de 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here