Desde às 7 horas desta quarta-feira (9), os condutores de ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Sergipe iniciaram uma paralisação que vai seguir até sexta-feira (11).

“Nossos salários não estão sendo pagos até o quinto dia útil e não temos reajuste salarial há mais de cinco anos. Outra situação que nos preocupa muito é o fim da Fundação Hospitalar de Saúde. Ainda não sabemos como vão ficar as coisas”, conta o presidente do sindicato, Robério Batista.

O G1 Sergipe conversou com a assessora de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que o pagamento dos salários é feito de acordo com o calendário. Sobre o reajuste, informou que esta é uma prerrogativa do Governo e sobre a estabilidade dos servidores concursados, em relação a FHS, é um item da pauta que esta sendo discutida com a Assembleia Legislativa, Estado e servidores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here