O Exame Nacional do Ensino Médio, também conhecido como Enem, foi criado para ser uma avaliação de desempenho dos alunos de ensino médio brasileiros. A partir de 2009, a prova passou a ter uma outra função: é, também, o mecanismo de seleção para a maioria das universidades, públicas e privadas, do país.

Quem presta Enem pode usar a nota da prova para entrar:

● Em universidade pública:​ a nota do Enem pode ser utilizada, através do Sisu
(Sistema de Seleção Unificada), para concorrer a uma vaga em instituições públicas
de ensino superior;
● Em universidade privada: ​a nota do Enem pode ser utilizada, através do Prouni
(Programa Universidade Para Todos), para concorrer a bolsas integrais ou de 50%
em instituições privadas de educação superior – apenas por quem cursou o ensino
médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede particular como
bolsista integral, pessoa com deficiência ou professor da rede pública de ensino;
● Em universidade privada, com financiamento: ​a nota do Enem pode ser utilizada,
através do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), para inscrição no
financiamento de curso de graduação em instituições de ensino superior;
● Em universidades portuguesas: ​a nota do Enem pode ser usada por alunos
brasileiros que queiram concorrer a uma vaga nos cursos superiores de algumas
instituições de ensino de Português.

Em 2014, algumas universidades portuguesas passaram a aceitar o Enem como vestibular para alunos brasileiros. São 34 universidades que participam desse acordo entre Portugal e Brasil, e que oferecem uma vaga para você estudar na Europa. Cada universidade possui uma regra de aceitação diferente, por isso é importante ficar de olho na relação de universidades portuguesas que aceitam o Enem​ e verificar a conduta específica da instituição que mais lhe agradar.

Já viu que estudar para o Enem é o caminho mais para conquistar uma vaga na
universidade, certo? Então saiba mais sobre a prova, como estudar e como conquistar uma nota boa no exame!

Por dentro da prova do Enem

O Enem é uma prova aplicada em dois dias – dois domingos consecutivos -, geralmente no mês de outubro ou novembro. É dividida por quatro áreas de conhecimento, que abrigam questões sobre as disciplinas que estudamos no ensino médio. São elas:

● Ciências da Natureza e suas tecnologias: ​Biologia, Física e Química;
● Ciências Humanas e suas tecnologias: ​História, Geografia, Filosofia e Sociologia;
● Matemática e suas tecnologias: ​Matemática;
● Linguagem, códigos e suas tecnologias: ​Língua Portuguesa, Língua Estrangeira
(o candidato pode escolher entre Inglês​ e Espanhol​), Literatura, Artes, Educação
Física e Redação.

As áreas de conhecimento são divididas pelos dias de prova; o candidato terá que resolver questões relacionadas a duas áreas de conhecimento por dia, com tempo de prova específico para cada um.

● 1º dia de prova (domingo): ​45 questões de Ciências Humanas e suas tecnologias;
45 questões de Linguagens, Códigos e suas tecnologias; 1 redação
dissertativa-argumentativa.
Tempo de prova: ​5h30
● 2º dia de prova (domingo): ​45 questões de Ciências da Natureza e suas
tecnologias; 45 questões de Matemática e suas tecnologias.
Tempo de prova: ​5h00
Em 2018, o calendário de provas será:
● 1º dia de prova: ​04 de Novembro
● 2º dia de prova: ​11 de Novembro

As inscrições para o Enem geralmente acontecem no mês de maio; os candidatos precisam pagar uma taxa de inscrição para realizar a prova ou pedir isenção de pagamento da mesma. Os locais de prova são divulgados para os inscritos no exame com um mês de antecedência.

Como estudar para o Enem

O Enem cobra questões sobre as disciplinas que estudamos no ensino médio – não é à toa que a prova também é uma avaliação de desempenho dos estudantes que acabaram de terminar o estudo básico. Por isso, para se dar bem na prova, é preciso criar um cronograma de estudos que contemple todas as disciplinas que compõem as áreas de conhecimento citadas acima.
Como estudar Matemática
Como estudar Química
Como estudar Biologia
Como estudar Física
Como estudar História
Como estudar Língua Portuguesa
Como estudar Geografia
Como estudar Sociologia
Como estudar Filosofia
Como estudar Literatura
Como estudar Redação

O nível de dificuldade da prova costuma ser médio, e cada uma das áreas de conhecimento possui temas que aparecem em todas as edições do exame. São esses temas que você precisa priorizar durante os estudos, principalmente se você começou a estudar em cima da hora para o Enem. Veja, a seguir, alguns assuntos que você não pode deixar de estudar de jeito nenhum.

O que cai no Enem

Matemática:​ Probabilidade, Porcentagem, Regra de Três.
Biologia:​ Desequilíbrio Ecoloǵico, Cadeias Alimentares e Citologia.
Química:​ Química Ambiental, Reações Orgânicas e Cálculo Estequiométrico.
Física: ​Ondas, Trabalho e Hidrostática.
História:​ Ditadura Militar, Período Colonial Brasileiro e História do Negro no Brasil.
Geografia: ​Globalização, Urbanização e Industrialização.
Sociologia:​ Cultura, Movimentos Sociais e Cidadania.
Filosofia: ​Aristóteles, Platão e Pré-socráticos.
Língua Portuguesa:​ Funções da Linguagem, Gêneros Textuais e Variações Linguísticas.
Literatura:​ Vanguardas Europeias, Modernismo e Literatura Contemporânea.

A dica de ouro para quem está estudando em casa para o Enem: não adianta ficar só lendo a teoria, é preciso praticar! Estude com questões analisadas e comentadas do Enem.
Assim, você verá como os assuntos são cobrados, terá mais familiaridade com a prova e nenhuma surpresa com o exame de verdade. Além do mais, estudar com provas antigas é também uma ótima forma de testar seus conhecimentos e ver qual é, de fato, o seu nível de preparação para o Enem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here