Durante uma entrevista a Live do Cidadania, exibido pela Rádio Serigy, parceira do Portal Lagartense, o empresário Genildo Souza Cruz, o popular Nininho da Bolo Bom, foi convidado pelo ex-secretário municipal e presidente do Diretório Municipal do Cidadania, Itamar Santana, para disputar o comando da Prefeitura Municipal de Lagarto, em 2020, pelo partido do Senador da República Alessandro Vieira.

Entrevista foi concedida na noite da última segunda-feira (27)

Na ocasião, Nininho agradeceu o convite e disse a ideia de ingressar na política lagartense não está descartada. “Tem um ditado que diz o seguinte: Quem destrói uma cidade não são as pessoas más, mas sim as boas que não participam [da política]. Não estou me intitulando como uma boa pessoa, não sou vaidoso a este ponto, estou dizendo que o poder é efêmero e não pode ser eterno”, argumentou o empresário.

Ainda em sua resposta, em tom de crítica àqueles que buscam se perpetuar no poder, Nininho lembrou que a manutenção de velhos nomes no poder “não contribui muito”. Além disso, o empresário explanou sobre a sua simpatia pelo movimento Renova Brasil, que busca bancar a entrada de novos nomes na política, bem como do seu voto no senador Alessandro Vieira, na última eleição.

Entretanto, apesar das críticas realizadas, Nininho, que expôs algumas dificuldades do empresariado lagartense e brasileiro, disse acreditar que todos os ex-prefeitos de Lagarto, desde a sua chegada, em 1996, contribuíram para o desenvolvimento do município.

Em entrevista ao Portal Lagartense, Itamar Santana disse que o nome do empresário seria muito bem vindo no partido, pois é um desejo de Senador Alessandro lançar candidatos majoritários nos principais municípios sergipanos. “A meta do Cidadania é lançar candidaturas majoritárias em todo o Sergipe, ou pelo menos nas principais cidades do estado. Então o convite está feito, resta saber qual será a decisão dele”, acrescentou.

Histórico do empresário

Genildo Souza aprendeu a arte da comercialização com seu pai José Fontes e sua mãe Tereza, numa época em que inflação girava os 80% ao mês. Aos 16 anos, Genildo abre sua primeira empresa, um bar próximo ao CEASA, em Aracaju. Aos 17 anos, torna-se pai pela primeira vez (Jefferson).

Aos 18 anos, funda a segunda empresa, uma joalheria no centro de Aracaju. Aos 19 anos,  ingressa no ramo de revenda de motos usadas. Aos 20 anos de idade, no ano de 1996, inaugura a Empresa Bolo Bom, em Lagarto.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here