Por falta de repasses, o Hospital Amparo de Maria, localizado no município Estância, a 64 km de Aracaju, pode suspender os atendimentos. A informação foi passada exclusivamente durante o Jornal da Ilha, na manhã desta sexta-feira (13). A maternidade realiza em média 600 procedimentos mensais e 250 cirurgias por mês. Além disso, a unidade conta com tomógrafo, raio x, laboratório e ultrassom. Com 290 funcionários, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, o hospital atende a cidade de Estância e pelo menos nove municípios vizinhos.

Segundo a denúncia feita para o jornalista Carlos Ferreira, entre os anos de 2012 e 2013, o valor que não foi repassado ao hospital pelo município de Estância soma mais de R$ 10 milhões. A equipe do iSergipe contatou o diretor do hospital, José Magno, que expressou sua posição em relação ao repasse: “Foi feita uma cláusula em 2011 que permite ao município reter dinheiro, então entre 2011 e junho de 2013 foram retidos quase R$ 3 milhões. Esses R$ 3 milhões reajustados, se eu fosse para a justiça, esse valor com certeza daria quase 10 milhões. Mas não farei isso, pois queremos resolver amigavelmente, já que o município e o estado são parceiros. No entanto, estamos sem recursos”, afirmou o diretor.

Ainda segundo o diretor, faz três meses que o hospital não recebe recurso da prefeitura. “Nós temos duas receitas, a do estado e do município que financia o hospital. O estado agora em outubro completa dois meses que não repassou os recursos. Já o município, faz três meses que não pagou. Só de recurso municipal soma um valor de mais de R$ 500 mil. Nós temos tido um diálogo fácil com o secretário Almeida Lima, mas ele diz que não tem recurso e eu não tenho muito o que fazer. Por parte do município é diferente, em 90 dias houve uma mudança de cláusulas do contrato, que faz com que o hospital tenha dificuldades enormes, além do que já tem. O secretário municipal fez um gesto de me procurar para conversar para tentar resolver isso”, afirmou.

A produção do Jornal da Ilha entrou em contato com o prefeito Gilson Andrade (PTC), que afirmou não saber de nada. A Redação do iSergipe tentou contato com o prefeito para prestar alguns esclarecimentos, mas sem êxito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here