Nos últimos dias, circulou a informação que os agentes de trânsito de Lagarto teriam solicitado a prefeita de Lagarto, Hilda Ribeiro (SD), durante uma reunião ocorrida no último dia 10 de fevereiro, a saída do Coronel Jackson Nascimento do posto de Secretario Municipal da Ordem Pública (SEMOP).

Jackson Nascimento ocupa o posto de Secretário Municipal da Ordem Pública desde a chegada de Hilda Ribeiro ao comando da Prefeitura de Lagarto

Após a repercussão da informação, o Sindicato dos Agentes de Trânsito do Estado de Sergipe (Sinatran-SE) emitiu uma nota assinada pelo seu presidente, Leonardo Henrique Viana. Nela, a categoria nega o teor das informações e diz que em momento algum a saída de Jackson Nascimento da SEMOP foi discutida.

“A pauta da reunião era para tratar de uma proposta de revisão da tabela salarial da categoria. É importante ressaltar que a proposta aprovada pelas categorias [Agente de trânsito e Guarda Municipal] foi apresentada a prefeita, Hilda Ribeiro, no dia seguinte na sede da SEMOP e em toda reunião o secretário, Coronel Jackson Nascimento, foi solicito ao pleito da categoria, informando publicamente o seu apoio à causa”, acrescentou o Sinatran-SE.

Ainda em nota, o Sindicato afirma que Jackson Nascimento recebeu elogios dos agentes de trânsito por ele declarar apoio a proposta da categoria. Além disso, a entidade ressalta que seu interesse é a valorização da carreira profissional dos agentes de trânsito e que possui interesse político-partidário ou personalista.

2 COMENTÁRIOS

  1. Essa nota não condiz 100% verdadeira. Não Vou falar pela guarda, pois, não tenho autorização, mas com relação aos agentes de trânsito, posso afirmar que a grande maioria não concorda com presença de Jackson como secretário. Esse sindicato não tem total apoio dos agentes de trânsito de lagarto, para tal informação é só verificar a quantidade de filiados aqui em lagarto. Esse secretário não nenhum bom dia aos agentes, tirando os que puxam o seu saco para não perderem determinadas vantagens.

  2. Realmente em momento algum esse assunto entrou na pauta, no entanto, em momento algum prestei elogio nem presenciei a maioria assim o fazer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here