Carnaval é época de diversão e lazer, mas também de preocupação para profissionais que lidam com a saúde, segurança e bem-estar da população. Para prevenir e alertar sobre a importância do cuidado com a saúde e a segurança pessoal e de terceiros é que estará sendo desenvolvida durante o feriadão a campanha “Carnaval sem Traumas”.

A iniciativa comportará fiscalizações e abordagens ostensivas da PM durante os festejos; ações de educação no trânsito, explicando aos condutores de veículos motorizados sobre a importância do uso de itens de segurança e do não uso do álcool para a boa condução do veículo; e a correlação científica dos dados nos hospitais de atendimento de urgência.

No município de Lagarto, a campanha “Carnaval sem Traumas” aconteceu na manhã do último sábado, 22, na Colônia Treze, contando com a participação de profissionais e órgãos de segurança e também de alunos, médicos e gestores da UFS e do Hospital Universitário de Lagarto.

A ideia surgiu após um levantamento dos estudantes de medicina que fazem parte da Liga de Ortopedia da UFS, orientada pelo professor Reutman Madruga, da UFS São Cristóvão, com relação ao aumento de gravidade dos acidentes dos motociclistas sem uso adequado de calçados fechados, associados ao consumo de álcool, durante os festejos de momo.

“O propósito é alertar para a prevenção de acidentes automotivos, principalmente devido ao uso abusivo do álcool”, destacou Leonicio Umbelino Júnior, médico anestesista do HUL e diretor clinico do Hospital da Polícia Militar (HPM). “Estamos nas barreiras da Polícia Militar na colônia 13, em Lagarto, do Mosqueiro, em Aracaju e em frente ao Shopping Peixoto, em Itabaiana, com presença dos alunos de medicina do Campus UFS Lagarto e São Cristóvão, Hospital Universitário de Lagarto, Hospital da Polícia Militar, CPRv e CPTran”, informou.

“O tema ‘Carnaval sem Trauma’ já faz parte do calendário nacional da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)”, observou o médico Eduardo Góis, presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia em Sergipe. “Anualmente temos feito essa campanha de conscientização no carnaval através de blitz, panfletagem e mídia nacional, sempre com a ajuda da PM, CPRv e CPTran”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here