Edidelson Santana, filho da costureira Zelita (in memorian) e irmão de Willian Santana,  que trabalha com doces no bairro Loiola, é natural de Lagarto mas há anos trabalha e vive em São Paulo com sua família.

Ele está internado desde junho com covid-19 e seus familiares pedem ajuda para pagar pelos dias em que ficou internado em um hospital particular. O valor que eles precisam angariar é de R$ 70 mil e, por isso, decidiram criar uma vaquinha virtual (clique aqui para acessar). 

Edidelson Santana (à direita) ao lado de seu filho Bruno Pereira.

Ainda de acordo com sua família, ele não possui convênio e por isso estão arcando com os custos da internação. Além disso, explicam que não havia condições de que ele fosse transferido para um hospital público por conta da gravidade de seu estado de saúde quando chegou ao hospital para ser atendido.

Entenda o caso

No dia 3 de junho deste ano, Edidelson começou a sentir muitas dores no corpo e, acompanhado de sua esposa, se dirigiu para a Assistência Médica Ambulatorial (AMA), responsável por casos de baixa e média complexidade. 

Chegando lá, ele acabou sendo diagnosticado pelo médico com covid-19 sem que o profissional responsável pelo seu atendimento tivesse solicitado exame. Dois dias depois, ele foi levado para um hospital particular para fazer o teste do novo coronavírus, já que não apresentou melhora. Como ele não conseguia nem ficar sentado, uma ambulância foi acionada para atendê-lo. 

Natural de Lagarto, Edidelson está internado desde o início de junho.

Após os exames, os médicos constataram que seu pulmão já estava comprometido e como ele estava com a saturação baixa, precisou do auxílio de um aparelho de oxigênio. O hospital entrou em contato com diversas outras unidades hospitalares de São Paulo em busca de uma vaga em algum leito de UTI, pois estava com todos os seus leitos ocupados, mas não tiveram sucesso. 

Entretanto, a família de um dos pacientes lá internados solicitou sua transferência, abrindo a vaga para que o Edidelson fosse internado. Recentemente, ele foi desentubado, mas ainda segue no hospital e apresenta algumas melhoras. 

Como contribuir

Os interessados em ajudar, podem depositar na conta de seu filho, Bruno Pereira Santos, através do Banco do Brasil (Agência: 3663-3, Conta Corrente: 31714-6); Nubank (Agência: 0001, Conta: 803300-2); ou Banco Itaú (Agência: 1688, Conta Corrente: 31714-6); ou acessando a vaquinha virtual clicando neste link.

1 COMENTÁRIO

  1. Vamos ajudar pessoal. Agora e o momento de ajudar com o pouco que temos aos nossos irmãos .
    Que Deus possa reestabelecer a saúde desse senhor e q todos Lagartenses contribuam p q consigam sanar a dívida . Deus ilumine a toods!
    Vamos vencer o covid .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here