Dirigentes dos clubes participantes do Campeonato Sergipano e da Federação Sergipana de Futebol (FSF) se reuniram na manhã desta quinta-feira, 22, na sede da entidade para discutirem mudanças no Artigo 11 da competição que trata sobre a fórmula de disputa do estadual. 

Por decisão unânime, com base no decreto federal que flexibiliza a alteração dos regulamentos da competições por conta da pandemia do novo coronavírus, os dirigentes dos clubes e da FSF decidiram que o Campeonato Sergipano 2020 não terá rebaixados. 

Com isso, tanto o Lagarto quanto o América de Pedrinhas, que caíram para a série A2 na edição deste ano do estadual, permanecem na primeira divisão. 

Segundo o presidente da FSF, Milton Dantas, a decisão não prejudicará os clubes da segunda divisão do estadual — que está prevista para começar no mês de outubro deste anos — , já que os dois melhores colocados subirão para a série A1. Por isso, o Sergipão 2020 contará com 10 equipes. 

Ainda de acordo com o presidente da entidade, a decisão não se trata de um tapetão, mas se deve ao momento crítico que o mundo inteiro está vivendo por conta da pandemia da covid-19. É importante ressaltar que outras federações e confederações no Brasil e no exterior também optaram pelo não rebaixamento de clubes, como foi o caso do Campeonato Francês, por exemplo. No Campeonato Carioca, Cabofriense e Nova Iguaçu entraram na Justiça para tentar cancelar suas quedas para a segundona por conta do novo coronavírus.

O estadual do ano que vem deve ter início no mês de janeiro, sem a presença dos clubes que disputam os campeonatos nacionais, inicialmente, já que essas competições devem terminar no início de 2021. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here