Um treinamento realizado na última quarta-feira, 16, com profissionais do Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) colocará em operação um novo extrator automatizado de material genético utilizado nas análises de amostras para diagnóstico da Covid-19. Essa aquisição tem como benefício a ampliação da capacidade instalada da unidade responsável por exames de média e alta complexidade em agravos de saúde pública.

O equipamento executa uma das etapas do processo de identificação do material genético do coronavírus, que atualmente é realizada manualmente. “Todos os Lacens do país irão receber equipamentos iguais a este e Sergipe foi contemplado entre os 10 primeiros Estados da Federação a receber esse extrator. Com esse investimento será possível processar uma média diária de 4 mil amostras para investigação da Covid-19”, informou Cliomar Alves, superintendente da unidade.

No treinamento ministrado pela bióloga Maria Galli de Amorim, da Thermo Fisher Scientific, os técnicos tiraram dúvidas relativas à instalação e os protocolos para operação do equipamento durante o trabalho de processamento das amostras para o vírus SARS CoV-2 (novo cononavirus).

Aquisição tem como benefício a ampliação da capacidade instalada da unidade responsável por exames de média e alta complexidade em agravos de saúde pública.

Esse novo Extrator é utilizado numa das etapas iniciais da testagem das amostras de secreções naso e faringe de casos suspeitos que o Lacen recebe. A amostra é preparada e colocada no sistema robótico do aparelho, que inicia uma sequência de reações químicas e mecânicas, para extração de materiais genéticos (RNA) do material.

De acordo com Cliomar Alves, esse processo anteriormente era realizado de forma manual, com um tempo estimado de até duas horas. “A automatização dessa etapa inicial das análises agora, será feita em menos de 30 minutos”, destaca ao explicar que concluído essa fase de análises, as amostras são encaminhadas para um segundo equipamento, chamado Termociclador que faz a técnica de RT-PCR em tempo real para a etapa de amplificação da identificação do vírus.

Serviço

O Lacen realiza atualmente cerca de 1000 testes por dia e emite os resultados via sistema de Gerenciamento de Ambiente Laboratorial (GAL) em até 24 horas. Desde o início da pandemia em Sergipe, ocorrida na segunda quinzena de março, a unidade laboratorial já realizou a testagem de cerca de 86 mil amostras para o novo coronavírus. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here