A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou mais nove casos de Covid-19 na última quinta-feira, 17, em Lagarto. Com isso, o número de pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus subiu para 2.658. 

Tratam-se de seis pacientes do sexo feminino, sendo quatro residentes da zona urbana e dois da zona rural e três pacientes do sexo masculino, sendo dois da zona urbana e um da zona rural. A faixa etária predominante compreende os adultos com idade entre 21 e 50 anos.

Ainda de acordo com o boletim epidemiológico da SMS, foram confirmadas mais 38 altas, elevando para 1.777 o número de lagartenses curados. 

Até o momento, foram realizados 4.029 testes, dos quais 1.355 foram descartados e 16 aguardam o processamento da amostra e liberação do resultado pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen). 

Já o número de  lagartenses que estão em isolamento domiciliar é de 781 e o total de pessoas internadas é de 17, sendo 15 em leitos de enfermaria e dois na UTI.

Sergipe

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou na última quinta-feira, 17, o boletim epidemiológico do coronavírus, com 220 casos e três novos óbitos. Em Sergipe, 75.560 pessoas já testaram positivo para a COVID-19 e 1.968 morreram.

Todos os três óbitos estavam em investigação e foram confirmados. Até o momento, 69.744 pacientes foram curados. Dois casos foram excluídos por duplicidade, um referente ao municípios de Laranjeiras e outro atribuído a Umbaúba.

Os três óbitos foram: homem, 76 anos, de Aracaju, com hipertensão e diabetes; mulher, 91 anos, moradora de Macambira, sem comorbidades; e homem, 77 anos, de Umbaúba, com doença renal crônica e cardiopatia.

Foram realizados 160.384 exames e 84.824 foram negativados. Estão internados 218 pacientes, sendo 102 em leitos de UTI (77 na rede pública, sendo 74 adultas e 3 pediátricas; e 25 na rede privada, sendo 24 adultas e 1 pediátricas) e 116 em leitos clínicos (93 na rede pública e 23 na rede privada). São investigados mais cinco óbitos. Ainda aguardam resultado 237 exames coletados.

Com informações da SES

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here