No último sábado, 19, o soldado Cristyano Rondynelli Gomes Melo, de 34 anos, morreu após ser alvejado por disparos de arma de fogo, que foram desferidos por um Sargento da Polícia Militar de Sergipe. O caso ocorreu no município de Monte Alegre de Sergipe, no alto sertão sergipano.

O Soldado havia ingressado na Polícia Militar há cinco anos

Segundo informações, antes do crime, os policiais haviam participado de um evento de confraternização, quando – por motivos ainda desconhecidos pelas autoridades – iniciaram uma discussão dentro de um carro, na Rodovia SE-230, na altura do município citado acima. 

Com o disparo e a consequente morte do soldado, a Polícia Militar do Estado de Sergipe (PMSE) emitiu uma nota informando que a Instituição “adotou todas as medidas preliminares com o rigor e a agilidade que a situação requer, inclusive, procedendo com a prisão em flagrante do suspeito da autoria do crime”.

A PMSE ainda informou que “as condutas dos policiais militares serão rigorosamente apuradas pela Instituição”; bem como “se solidariza com a dor dos familiares, policiais militares e amigos, pela perda de um jovem pai de família”. O Sargento encontra-se detido no Presídio Militar (Presmil), em Aracaju.

O soldado Rondynelli ingressou na Corporação em 2015 e durante cinco anos cumpriu o seu dever como policial militar e defensor da sociedade. Atualmente, ele estava lotado no 7º Batalhão, em Lagarto. O combatente era natural de Santana do Ipanema (AL) e deixa esposa e dois filhos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here