Os servidores da Maternidade Zacarias Júnior, considerada pela Unicef e o Ministério da Saúde como Hospital Amigo da Criança e da Mulher, estão na bronca com a instituição. É que eles estão ainda não receberam os salários do mês de dezembro e temem não receberem os vencimentos do mês de janeiro.

Maternidade Zacarias Júnior

Um servidor – que temendo a demissão não quis ser identificado – afirmou que até o momento, somente o 13º salário foi pago. “Durante o ano, os salários são pagos certinho, mas quando chega no final sempre tem isso. Agora tem muita gente revoltada, porque as dívidas não esperam e já tem loja perguntando se a gente já recebeu”, comentou.

Ele ainda observou que o temor agora se estende também aos salários de janeiro. “Eles dizem que foi um problema que deu no repasse não sei de onde, mas tem gente da alta que diz que o dinheiro já caiu na conta. Enquanto isso, tem muita gente como eu com as contas atrasadas e que não podem falar nada abertamente com medo de ser demitido”, lamentou.

O que diz a Maternidade Zacarias Jr.

Procurado pelo Portal Lagartense, o diretor-presidente da Maternidade Zacarias Jr., Edivanilson Rodrigues, explicou que a instituição costuma pagar os salários dos servidores corretamente e que o salário de dezembro deve ser quitado nos próximos dias.

“Nós temos um contrato com a Secretaria de Estado da Saúde e início de ano normalmente é assim, porque eles precisam de tempo para fazer o orçamento e empenhar os recursos, porque se trata de uma nova gestão. Mas estive conversando com a secretária de Estado da Saúde, Dra. Mércia, e ela me garantiu que se o repasse não saísse hoje [22/01], sairá até a próxima segunda-feira”, justificou.

Questionado sobre o pagamento feito a alguns servidores e outros não, Edivanilson respondeu: “Eles sabem que a nossa prioridade é pagar os funcionários assim que os recursos chegam, porque quem trabalha tem que receber. Mas o hospital ainda não recebeu recurso nenhum, então como é que pagamos a alguém? Nossa instituição é filantrópica, então a gente depende do repasse do Governo do Estado, com quem temos um contrato para receber mais de R$ 600 por mês, sendo que R$ 400 mil é destinado somente ao pagamento dos funcionários”. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here