Por meio de nota oficial, a reitora pro tempore da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Dra. Liliádia Barreto, informou que a instituição ainda não definiu se iniciará o período letivo de 2020.2, estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC) para o próximo dia 1º de março de 2021, com o ensino presencial pleno, ou se será no modelo remoto, ou, ainda, em um formato híbrido (com aulas presenciais e remotas).

Reitora pro tempore da UFS, Dra. Liliádia Barreto

“A nossa universidade está em processo de construção do modelo para a retomada das aulas presenciais e definição sobre a data em que isso irá ocorrer”, diz a reitora. “Também trabalharemos para a conclusão do período 2019.2 e a realização do período complementar 2020.3, com as disciplinas práticas que não foram ofertadas no 2020.1”, completa.

Dra. Liliádia ainda informou que a Reitoria da UFS esteve reunida com os diretores de campi e centros acadêmicos, a fim de discutir possíveis demandas e sugestões para viabilizar o retorno gradual das atividades presenciais. Segundo ela, a ideia é tomar uma decisão baseada em um consenso que leve em consideração as especificidades de cada campus, as condições excepcionais geradas pela pandemia e a necessidade do retorno das aulas.

“Desejamos tranquilizar todos que trabalham e estudam na UFS, assegurando que a melhor alternativa está sendo buscada dentro da legalidade e do superior interesse de cada um e de todos de bem desenvolver suas atividades na UFS de forma segura, viável e produtiva”, encerrou a reitora ao observar que a decisão sobre a retomada das atividades será devidamente comunicada pela instituição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here