PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
page
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
page
Publicidade

Duplicação da Adutora do Piauitinga vai garantir abastecimento da região Centro-Sul

Na última sexta-feira, 06, o governador Belivaldo Chagas visitou as obras do Sistema de Abastecimento de Água Integrado Piauitinga (Adutora do Piauitinga), que vai levar água para cerca de 170 mil pessoas dos municípios de Lagarto, Salgado, Simão Dias e Riachão do Dantas.  O sistema está em fase de teste e a expectativa é de que seja entregue no mês de junho. 

O primeiro local da visita foi na estação de captação de água, localizado no município de Estância. Logo após, o governador se dirigiu até a nova estação de tratamento, localizado em Salgado. 

“É uma ação extremamente importante para a região de Salgado, Lagarto, Riachão e Simões Dias. Uma obra avaliada em torno de R$ 85 milhões, que foi iniciada no nosso governo e que estamos concluindo. A previsão é que seja inaugurada até junho. E com isso, vamos resolver a situação da população da nossa região, em especial Lagarto e Simão Dias, no que diz respeito ao abastecimento de água”, informou o governador. 

O sistema integrado de abastecimento de água contará com nova captação e estação de tratamento. O trabalho do Governo do Estado de Sergipe, através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), com execução da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) leva progresso e segurança hídrica de mais de 30 anos para toda a região.

De acordo o diretor-presidente da Deso, Carlos Melo, é uma das maiores obras de saneamento já realizadas pelo governo do Estado. “A obra foi pensada para atender Lagarto, Simão Dias, Riachão, mas já com capacidade instalada para atender Boquim, Pedrinhas e futuramente Tobias Barreto”, declarou.   

Na estação de tratamento, no município de Salgado, a capacidade de tratamento pode chegar a 285 litros por segundo, conforme informou Laís, técnica em edificação da HECA Construtora, que executa a obra. “A água vem bruta da captação, chega na estação, que faz todo o tratamento. Depois ela será bombeada para Lagarto, que fará a distribuição para os outros municípios”, explicou. 

Adutora do Piauitinga

A obra de ampliação da Adutora do Piauitinga conta com adutoras, uma captação, uma Estação de Tratamento de Água (ETA), uma Estação Elevatória de Água Tratada (EEAT), um reservatório de distribuição com capacidade de 2.000 m³ e 14.436 ligações prediais.

Fonte: Governo de Sergipe

Publicidade