PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
page
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
post
page
Publicidade

Saúde disponibiliza cerca de 10 mil preservativos no Arraiá do Povo

Os festejos juninos estão a todo vapor em Sergipe e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) está empenhada em intensificar as ações de prevenção. No Arraiá do Povo, festa tradicional que foi aberta na última quarta-feira, 22, e vai a 29 deste mês, a SES fará ação de prevenção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). Em um stand, na Orla da Atalaia, a partir das 19h, serão disponibilizados cerca de 10 mil preservativos nos oito dias de evento. Além disso, na quinta-feira, 23, e no domingo, 26, também serão viabilizados testes rápidos a partir das 19h.

“Nós vamos iniciar a campanha junina na Orla, com a Barraca da Prevenção, que irá disponibilizar preservativos, porta camisinha e folhetos informativos. Além disso, iremos informar as pessoas sobre as ISTs, Profilaxia Pós-Exposição (PEP) e Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP). Durante esse período de evento, técnicos da Secretaria vão orientar as pessoas”, disse o técnico do Programa de Vigilância, Prevenção e Controle das ISTs, HIV/Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Almir Santana.

Na quinta-feira e no domingo, além da barraca, a unidade móvel Fique Sabendo ficará estacionada próximo à churrascaria Sal e Brasa, realizando testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites virais. Nos dois dias serão atendidas 150 pessoas. “As pessoas valorizam muito quando levamos informações para um local de festa, de alegria. As orientações e ações como essas são extremamente importantes”, destaca o médico Sanitarista.

As orientações serão para todas as pessoas interessadas, mas o médico conta que tem um público em que os técnicos irão focar, que são as gestantes. “Queremos conversar bastante sobre a importância do pré-natal. Com a qualidade no acompanhamento na gestação, podemos evitar o nascimento de crianças com sífilis congênita e com HIV. Então buscamos sempre dialogar sobre o assunto”, finalizou.

Fonte: Governo de Sergipe

Publicidade